Pular para o conteúdo principal

Professores Autores na Bienal


Olá, associados! No próximo dia 3 de setembro será dada a largada para a maior Bienal da história. A 17ª edição da Bienal Internacional do Livro está repleta de atrações incríveis, que farão parte da programação oficial do estande da Appai. Confira abaixo as datas e horários em que os “Professores Autores” divulgarão seus livros e batendo um papo com o público. Lembrando que o evento acontecerá de 3 a 13 de setembro no Riocentro, localizado na avenida Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Fique atento ao horário de funcionamento e programe-se!

Nota: Parabéns a todos os selecionados! É com muita alegria que anunciamos os nomes dos Professores Autores e suas respectivas obras. A escolha não foi uma tarefa fácil, pois todas as inscrições vieram repletas de criatividade e muita sabedoria. Por isso, o nosso parabéns é dedicado a todos os inscritos unanimemente!

04 de setembro, sexta-feira

11 horas – Michele Joia da Silva com a obra “A inclusão de crianças com dificuldades de aprendizagem na escola regular particular”. Trata-se de um artigo inicial aprovado no sexto encontro dos transtornos de aprendizagem em TDAHUnesp/Lida. Formata uma nova estrutura de atendimento especializado para crianças com toda e quaisquer dificuldades de aprendizagem ou comportamento, em escola regular particular no estado do Rio de Janeiro. Sala de recurso, currículo adaptado, avaliação adaptada e PEI.

13 horas – Camila Machado de Lima com a obra Educação de surdos: desafios para a prática e formação de professores”. Uma leitura indispensável para quem deseja pensar, viver, militar no campo da Educação de Surdos no Brasil, pois traz questões do cotidiano vivido por professores e professoras que atuam com crianças surdas, em escolas públicas, enfrentando a tão conhecida realidade cotidiana.

05 de setembro, sábado

11 horas – Bianca de Lima Maia com a obra Sou um jovem leitor e escritor brasileiro: tendo memórias, contando histórias”. Este livro mostra que a vontade de aprender não está perdida, mas somente adormecida pelas negativas constantemente ouvidas. A escrita singela e entusiasmada pelas rimas reflete os pensamentos daqueles que estão começando a escrever para o outro, com a expectativa de ver na face do ouvinte surpresa e alegria, e com um sorriso presentear quem tiver um minuto para compartilhar sua felicidade.

13 horas – Maria da Graça Rezende Mendes com a obra “Altas habilidades na escola. Identificar para não discriminar”. Esse trabalho discute o papel do professor no contexto da educação atual, que deveria ser inclusiva, com ênfase nas altas habilidades, e destaca resultados de pesquisa que indicam falta de conhecimento e/ou preparo do docente levando à não identificação da população que apresenta essas habilidades e, consequentemente, ao desperdício de seu potencial.

06 de setembro, domingo

11 horas – Patricia Morais Pinto Reis com a obra A vida que eu quero”. O livro aborda de modo bem sacado os diversos conflitos da mulher de hoje, que em seu estilo de vida “modernoso” leva os dias em ritmo alucinante, cansativo e estressante. A autora dá dicas úteis a todas as mulheres que estejam dispostas a levar uma vida mais feliz não amanhã, não depois e sim hoje mesmo.

13 horas – Patricia Lopes da Fonte com a obra Pedagogia de projetos: ano letivo sem mesmice”. A presente obra se preocupa em alertar os docentes para que não transformem seus alunos em meros espectadores, em uma plateia que concorda com tudo, sem argumentar e criar. Assim sendo, por meio de artigos, reflexões e sugestões de aulas, apresenta a base da Pedagogia de Projetos – onde o aluno é o autor de sua própria história.

07 de setembro, segunda-feira

11 horas – Sarita Ortega com a obra Do sonho à conquista”. Para alcançar os seus sonhos, são necessários disciplina, metas e objetivos. Com o livro você terá dicas extraordinárias para superar seus fantasmas e conquistar o que deseja. Comece agora seu plano de ação e acredite no seu potencial.

13 horas – Roberto Rivelino Albuquerque Martins com a obra Construções geométricas significativas na educação básica”. A obra faz um levantamento das Construções Geométricas, com fundamentações baseadas no MEC, e em vários autores nacionais e internacionais.

14 horas – Maria Aparecida Campos com a obra Figuras geométricas”. O livro é uma abordagem das formas geométricas básicas: quadrado, retângulo, triângulo e círculo, de maneira lúdica com ilustrações coloridas. É indicado para crianças na faixa etária de 3 a 6 anos.

09 de setembro, quarta-feira

13 horas – Analucia de Almeida Oliveira com a obra Arte & Construção”. O projeto didático escrito em quatro volumes, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, proporciona uma viagem pelo mundo da Arte, desde a Pré-história até os dias atuais, e apresenta uma espécie de treinamento visual para melhor compreender os elementos que compõem a linguagem plástica, presentes nas diversas manifestações artísticas praticadas em diferentes épocas da História.

10 de setembro, quinta-feira

11 horas – Indinalva Nepomuceno Fajardo com a obra Resiliência e educação: exemplo das escolas do amanhã”. A obra focaliza histórias de vida de professores do ensino fundamental que se destacam pela sua total dedicação à carreira docente. Seu universo de trabalho são as chamadas “Escolas do Amanhã”, projeto da Secretaria Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro, concebido em 2009, para elevar a qualidade do ensino e superar a evasão escolar em áreas consideradas de risco social e violência.

13 horas – Samanta Obadia com a obra Pessoas, palavras e valores – elos em construção”. Como ter qualidade de vida, diante de um mundo globalizado que busca o 'ter' e não o 'ser'? O que fazer? Sentir-se culpado? Agir? Fugir? Como ser feliz sendo autêntico? Como ser amado e amar? Como ter tempo? A autora nos leva à reflexão sobre diversos temas de forma clara e objetiva, nos fazendo pensar sobre a urgente necessidade de fazer boas escolhas para ser feliz hoje!

11 de setembro, sexta-feira

11 horas – Cláudio de Oliveira Lima com a obra Autogerenciamento vivencial”. O autor, através de uma exposição simples e objetiva, busca apresentar uma nova interpretação sobre os problemas psicológicos dentro de uma visão vivencial, levando o leitor a viajar pelo seu interior, despertando-o para o autoconhecimento.

13 horas – Fabio Cardoso Marinho com a obra Manual de sobrevivência financeira”. Planejamento é a alma do sucesso. Sendo assim o livro tem como principal objetivo ajudar o leitor a controlar suas finanças planejando. Com o consumismo batendo em nossa porta todos os dias, através de "promoções imperdíveis" e "ofertas arrasadoras", é necessária uma blindagem especial, dando valor ao que é realmente relevante.

12 de setembro, sábado

11 horas – Demetrius Silva Gomes com a obra Diário do Negão”. Um livro de crônicas que relata a decisão de um homem sedentário de 40 anos tentando mudar seus hábitos em busca de uma melhor qualidade de vida. Aborda ainda as brincadeiras que trabalhavam o corpo de forma natural até as incursões pela cozinha moderna na era da globalização, tudo regado a bom humor e leveza.

13 horas – Marcelo Barros de Vasconcellos com a obra HidroVariações”. Recomendada para professores de Educação Física, recreadores, personal trainers e profissionais da área de saúde, a obra HidroVariações apresenta mais de 200 estratégias e temas de aulas de hidroginástica, ilustrações e exemplos de vários formatos que são realizadas no Brasil e no mercado mundial de fitness aquático.

13 de setembro, domingo

11 horas – Waldemar Pereira de Freitas Jr. com a obra Um ônibus chamado Rio”. Um livro infantil para colorir, que também contém uma maquete do personagem para destacar e montar, sem cola. Uma ferramenta muito interessante para transmitir noções de cidadania e despertar a atenção de crianças de todas as idades para um tema tão importante e tão presente no dia a dia delas, o ÔNIBUS.


15 horas – João Crispim Victorio com a obra “Sobre o trabalho que falo...”. O livro aborda o trabalho nas suas dimensões sociais, políticas, filosóficas e relacionais inseridas no cotidiano das várias categorias de trabalhadoras e trabalhadores brasileiros. Pretende mostrar a realidade do trabalho, descaracterizado pelo sistema capitalista, na intenção de despertar os trabalhadores para as mais variadas formas de injustiça relacionadas ao mundo do trabalho.

Comentários

  1. Respostas
    1. Olá, Viviane! Os “Professores Autores” divulgarão seus livros no estande da Appai na Bienal, localizado no Pavilhão Verde, Estande M10. Esperamos por você!

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro II abre concurso federal para professor

Segue até o próximo dia 17 as inscrições para o concurso para preenchimento de vagas para novos professores no tradicional Colégio Pedro II. São 14 cargos efetivos nos ensinos Básico, Técnico e Tecnológico. Além disso os organizadores aproveitam para criar um banco de reservas para cada disciplina oferecida.
As inscrições são somente virtuais pelo site www.cp2.g12.br. Após preencher a ficha é necessário imprimir a GRU - Guia de Recolhimento da União - e efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 160,00. O concurso terá validade de 1 ano e poderá ser prorrogado por igual período.
Pertencente ao Governo Federal, o Pedro II é o terceiro colégio mais antigo do país ainda em atividade, depois do Ginásio Pernambucano e do Atheneu Norte-Riograndense. O Pedro II tem 13 mil alunos que estudam em 14 campi, sendo 12 no município do Rio de Janeiro, um em Niterói e um em Duque de Caxias, além de uma unidade de educação infantil.
Salário pode dobrar com titulação profissional O salário básico é de R$ 4…

Passo a passo para utilizar o Benefício Boa Viagem

Olá, associado! Ainda tem dúvidas em relação ao Benefício Boa Viagem? No post de hoje vamos esclarecer essas questões e ainda mostrar o passo a passo de como utilizar este benefício.
1 – Leia o Regulamento O primeiro passo é ler o regulamento e ficar atento às regras, cláusulas e condições do benefício. O regulamento está disponível em: http://www.appai.org.br/beneficio-boa-viagem.aspx
Site da Appai → Benefício Boa Viagem → Regulamento

2 – Pousadas Conveniadas O associado e beneficiário, regulares na Appai, deverão verificar os hotéis e pousadas no Guia do Associado ou em nosso site e fazer a sua escolha. São diversas opções de roteiros, que vão desde a calmaria da região serrana até as mais belas praias do Estado do Rio de Janeiro.
Site da Appai → Benefício Boa Viagem → Destinos e Pousadas

3 – Reservas Depois de escolher o destino e a pousada de sua preferência, o associado e/ou beneficiário deverão entrar em contato diretamente com o estabelecimento conveniado para fazer a reserva de estad…

A fotografia e o poder da imagem no mundo moderno

Da pintura como única forma de reproduzir o que os olhos presenciavam até as modernas maneiras de registrar a realidade, a fotografia descreveu uma trajetória cercada de muitas discussões a respeito do lugar que essa atividade deveria desempenhar no cotidiano das pessoas e no engrandecimento da cultura. O inventor francês Louis Daguerre foi o primeiro a criar algo que sugerisse a substituição dos artistas como forma de reproduzir visualmente a realidade. Em 1839 é anunciado o daguerreótipo, o primeiro ancestral das máquinas fotográficas. Na verdade muitos pesquisadores autônomos já haviam trabalhado e obtido alguns êxitos em desenvolver maneiras de reproduzir a imagem.
O mérito de Daguerre foi desenvolver uma máquina que dava início ao que iria se transformar numa das características que mais colaborariam para a popularização do ato de retratar: a possibilidade de cada pessoa poder utilizar sua própria câmera e produzir suas imagens, em substituição à habilidade individual de artistas …

Prestigiar o professor é o grande barato desta bienal

Conheça o trabalho de professores como você, participando das nossas tardes de autógrafo. Serão mais de 30 autores de diversos gêneros, como o colunista do blog da Appai e revisor da Revista Appai Educar, Sandro Gomes.

As três edições do Altos Papos já estão com inscrições abertas na página da Educação Continuada no Portal do Associado. Leia atentamente as condições de horário e transporte antes de confirmar sua presença.
Aproveite a visita e “seja capa” da Revista Appai Educar. Marque suas fotos com #SouAppai e apareça em nosso Facebook.
E ainda divirta-se em nosso espaço interativo e conheça um pouco mais sobre a appai.
PROGRAMAÇÃO COMPLETA


A construção da imagem de Tiradentes

Uma abordagem básica possivelmente revelará que Tiradentes é o herói preferido dos brasileiros, ficando à frente de nomes de grande apelo popular, como o líder Zumbi dos Palmares ou o arrojado D. Pedro I. Apesar de a história popularmente divulgada do Mártir da Inconfidência estar repleta de elementos de valor universal, como os ideais de liberdade e justiça, o fato é que a boa imagem do inconfidente é fruto da tentativa de acomodar esse momento da história aos objetivos de quem esteve nas proximidades do poder.
Foi na República que a imagem de Tiradentes começa a ser trabalhada de forma consciente e intencional. O movimento militar, de base positivista, que derrubou a Monarquia tinha em mente o objetivo bem explícito de atuar no imaginário da população, reduzindo a influência que o sistema colonial imprimira ao longo de mais de três séculos. Tiradentes era alferes, lutava pela instalação de um regime republicano e único condenado à morte na conspiração. Elementos, portanto, bastante i…