Pular para o conteúdo principal

Por que preciso saber meu tipo de pisada?






















Você que participa dos polos de treinamento e dos eventos de Caminhadas e Corridas já deve ter consultado um especialista ou até mesmo o vendedor de uma loja de calçados sobre qual o tênis ideal para correr e ter ouvido a seguinte resposta: “Depende do seu tipo de pisada”.

Isso porque usar o modelo certo de tênis em suas práticas esportivas pode evitar vícios posturais, lesões nos tornozelos, joelhos e até na coluna, pois tudo está relacionado ao apoio excessivo num ponto do pé, o que deveria ocorrer de forma mais bem distribuída.






















Quando nosso pé atinge o chão durante uma corrida, aplica-se uma força de, aproximadamente, sete a oito vezes o peso do nosso corpo, que absorve o choque de cada passo. A derivação desta força é distribuída de uma forma correta quando estamos utilizando um calçado adequado.

As consequências em não usar o tênis adequado vão desde lesões superficiais, como calos e bolhas, até as contusões ósseas, como fratura por estresse, e problemas crônicos como as tendinites, canelites e deformidades, como joanete e dedos em garra.

Obviamente, também é preciso analisar fatores como peso, volume de treino, tipo de terreno etc., mas o fato é que a maioria dos corredores não sabe responder esta pergunta.

Cada tênis de corrida é desenhado para um tipo específico de corredor. Quando for escolher um calçado, leve em conta a frequência do seu treinamento e o nível de performance. Um tênis deve ser confortável, de modo que não fique muito justo nos dedos. Se você corre muito, é interessante procurar por um calçado que ofereça o sistema de amortecimento GEL® no calcanhar e no peito do pé.


Entenda os três tipos de pisada:




Pronação: Essa pisada acontece quando há uma rotação interna excessiva do pé e do tornozelo. Dessa forma, mais tensão é posta na estrutura do pé, o que pode desalinhar o tornozelo, os joelhos e os quadris. A pronação desperdiça energia, fazendo com que seu estilo de corrida seja ineficiente, e ainda aumenta o risco de dores na canela e articulações, ou até mesmo lesões, caso o atleta utilize o tipo de calçado errado.


Neutra: A neutra é o tipo ideal, pois possui um nível equilibrado de pronação e supinação, criando uma absorção de choque eficiente na fase de apoio da pisada. Nesse caso, o arco do pé mantém uma altura média, e o calcanhar permanece em posição vertical com relação ao solo. Um corredor “neutro” é geralmente mais biomecanicamente eficiente, além de o seu risco de lesões ser menor.


Supinação:supinação é o oposto da pronação e descreve uma situação em que o pé rola para o lado de fora. Neste caso, as forças durante o ciclo da pisada não são distribuídas igualmente pelo pé, que possui o arco alto e não tem sua mobilidade afetada. O peso do corpo do corredor fica nos dedos de fora, o que pode gerar lesões, principalmente nos joelhos, pés e costas.


E qual é a sua pisada?

A melhor maneira de descobrir como se pisa é procurar um ortopedista, de preferência especializado em tornozelo e pé. Caso nenhuma doença seja diagnosticada, faz-se o teste com fisioterapeuta especializado em baropodometria, que é a análise da marcha.

Mas você pode também obter um pré-diagnóstico caseiro realizando um teste superfácil. Primeiro você deve molhar a sola do pé e caminhar sobre uma folha de jornal. Depois compare o desenho feito na folha com as imagens acima para saber se sua pisada é normal, pronada ou supinada. Em alguns eventos com participação da Appai, este teste é oferecido na Tenda do Programa Saúde 10.

Agora, é só comprar o tênis certo para os seus pés. Bom treino!


Regularidade é a palavra de ordem

Aproveitamos esta matéria para lembrar que para uma vida saudável é preciso praticar atividades físicas regularmente. Seja leve, moderada ou avançada, o importante é preparar seu corpo de forma adequada para os eventos de Caminhadas e Corridas. Por isso, recomendamos que procure um Polo de Treinamento mais perto de você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pedro II abre concurso federal para professor

Segue até o próximo dia 17 as inscrições para o concurso para preenchimento de vagas para novos professores no tradicional Colégio Pedro II. São 14 cargos efetivos nos ensinos Básico, Técnico e Tecnológico. Além disso os organizadores aproveitam para criar um banco de reservas para cada disciplina oferecida.
As inscrições são somente virtuais pelo site www.cp2.g12.br. Após preencher a ficha é necessário imprimir a GRU - Guia de Recolhimento da União - e efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 160,00. O concurso terá validade de 1 ano e poderá ser prorrogado por igual período.
Pertencente ao Governo Federal, o Pedro II é o terceiro colégio mais antigo do país ainda em atividade, depois do Ginásio Pernambucano e do Atheneu Norte-Riograndense. O Pedro II tem 13 mil alunos que estudam em 14 campi, sendo 12 no município do Rio de Janeiro, um em Niterói e um em Duque de Caxias, além de uma unidade de educação infantil.
Salário pode dobrar com titulação profissionalO salário básico é de R$ 4…

Passo a passo para utilizar o Benefício Boa Viagem

Olá, associado! Ainda tem dúvidas em relação ao Benefício Boa Viagem? No post de hoje vamos esclarecer essas questões e ainda mostrar o passo a passo de como utilizar este benefício.
1 – Leia o RegulamentoO primeiro passo é ler o regulamento e ficar atento às regras, cláusulas e condições do benefício. O regulamento está disponível em: http://www.appai.org.br/beneficio-boa-viagem.aspx
Site da Appai → Benefício Boa Viagem → Regulamento

2 – Pousadas Conveniadas O associado e beneficiário, regulares na Appai, deverão verificar os hotéis e pousadas no Guia do Associado ou em nosso site e fazer a sua escolha. São diversas opções de roteiros, que vão desde a calmaria da região serrana até as mais belas praias do Estado do Rio de Janeiro.
Site da Appai → Benefício Boa Viagem → Destinos e Pousadas

3 – ReservasDepois de escolher o destino e a pousada de sua preferência, o associado e/ou beneficiário deverão entrar em contato diretamente com o estabelecimento conveniado para fazer a reserva de estad…

A verdade sobre a "Loura do Banheiro"

Sem dúvida nenhuma: é a lenda urbana mais forte no Brasil, que de tempos em tempos ressurge como uma fênix, com uma nova roupagem, mas a essência continua a mesma. A “Mulher Loura”, como é conhecida no Rio, uma redundância em gênero que deixa os professores de português de cabelo em pé. Porém, na verdade ela assusta mesmo é gerações de estudantes. Certamente muitos professores que hoje tentam, em vão, acalmar seus alunos e desmistificar já foram aterrorizados por ela, um dia, quando frequentavam as carteiras escolares. A histeria coletiva chegou ao ponto de casos de escolas que suspenderam as aulas até que os alunos se acalmassem.

Evitar o banheiro a todo custoPara os professores um trabalho a mais. Muitos não iam ao banheiro sem que a professora fosse junto. Outros formavam grupos para seguirem coletivamente. Não era raro alguns prenderem suas necessidades esperando voltar para casa. Isso, quando não acontecia o pior, ao não resistirem a todo esse tempo de abstinência. Nunca vou me es…

3 novos destinos do Benefício Boa Viagem para você descansar

Chegou a hora de programar sua viagem. Com o Benefício Boa Viagem, duas diárias em hotel ou pousada já estão garantidas para você e um acompanhante. Agora só falta você escolher o seu destino e arrumar as malas. A nossa dica é: Região Serrana do Rio de Janeiro. Conheça as opções e agende agora mesmo sua próxima diversão!

PenedoConhecida como destino romântico, a cidade é ideal para quem procura tirar uns dias de tranquilidade. Com arquitetura finlandesa, o local tem um polo gastronômico riquíssimo especializado na culinária europeia e ainda conta, nesta época natalina, com uma atração sensacional chamada de “A Casa do Papai-Noel”, situada no Complexo Comercial Pequena Finlândia, um ponto turístico que não pode deixar de ser visitado por quem escolhe este destino.

Cachoeiras de MacacuSe você é fã de água doce, este é o destino ideal para os seus tão sonhados dias de descanso. Este paraíso ecológico fluminense oferece diversas cachoeiras que formam duchas, tobogãs e piscinas naturais, tud…

Quem é o NATIVO DIGITAL que o PROFESSOR vai encontrar na escola?

.Os professores que atuam, hoje, conhecem bem as características dos alunos com quem vão topar nas escolas?
Para que você possa compreender e mergulhar nesse texto conosco, descubra antes a qual geração você pertence, analisando os dados abaixo:
Geração dos Baby Boomers (nascidos no período do pós-guerra, entre 1946 e 1960)Geração X (nascidos entre 1960 e 1980)Geração Y (nascidos entre 1980 e 1995)Geração Z (nascidos depois de 1995)
Agora que você já se localizou, vamos avançar compreendendo quais gerações fazem parte do grupo chamado “NATIVO DIGITAL”.
Da geração “Y” para frente é que a tecnologia digital foi se tornando presente por meio de videogames, Internet, telefone, celular, MP3, iPod. Portanto, é a partir dessa geração que a classificação “Nativo Digital” passou a existir.
Conheça o conceito de Nativo Digital (ND), formulado pelo próprio autor da expressão, Mark Prensky (2001), especialista em Tecnologia e Educação, pela Harvard School:
“Nativos digitais são aqueles que crescer…