Pular para o conteúdo principal

As 10 competências que a escola não desenvolveu


Pesquisas recentes comprovam uma carência de enormes proporções quando o assunto são competências para o mercado de trabalho. A revista Exame, respeitada pelos homens de negócio no Brasil, publicou recentemente os resultados de um estudo sobre as habilidades mais requeridas. Realizado pela Consultoria de Educação AfferoLab, extraiu informações importantes a partir da escuta de empresas de diferentes setores brasileiros (entre abril e maio de 2016). Abaixo está o resultado demarcado no quadro que aponta as 10 competências mais escassas no mercado, num índice que vai de 5 (mais escassa) até 0 (não escassa). Acompanhe:


Esses dados revelam claramente que a escola não está dando conta do desenvolvimento pleno dessas competências. Os dados falam por si. E, por mais incrível que possa parecer, as habilidades requeridas pelo mercado são também aquelas listadas pelo MEC para desenvolvimento educacional. Vamos pensar um pouco sobre isso?

Quando as pesquisas apontam um índice de escassez de 4,03 para resolução de problemas ou mesmo 3,48 para a falta de habilidade para comunicação oral e escrita, por exemplo, fica evidente que a educação brasileira precisa de providências urgentes para reverter esse quadro. Longe de esgotar o assunto, e ciente de que temos problemas de ordem política, econômica e cultural que influenciam o sistema de educação brasileiro, a ideia aqui é fazer um recorte sobre a relação direta entre a escassez de competências dos alunos e a formação de professores.

Se aceitamos a premissa de que o professor é o orientador do processo de aprendizagem do aluno para o desenvolvimento de competências, entendemos que, para que o professor seja um expert nessa tarefa, deve dominar também um conjunto básico de habilidades voltadas para o desenvolvimento e a aprendizagem.


Mas em que momento o professor desenvolve tais competências?

Trata-se de algo que é desenvolvido e implementado na sua própria formação. A pergunta que não quer calar: Como se prepara alguém para ser professor? O desafio básico é trazer o profissional para dentro da formação inicial. Como se forma um professor como profissional? Só é possível fazer isso se for através de outros bons docentes. Precisa haver o contato com outros que dominam a arte de orientar para o desenvolvimento de competências. É necessária uma rotina dentro dos programas de formação inicial. Estudantes de licenciaturas precisam estar desde o primeiro dia dentro das escolas de referência, mantendo contato diretamente com professores e com o ambiente escolar competente.
Esse já terá sido um grande passo para a formação inicial, porém não basta. É preciso que, ao iniciar efetivamente a vida profissional, o professor seja apoiado, participando de um contexto de colaboração. Nesta fase continua sendo indispensável que os iniciantes na profissão sejam mediados por outros que tragam boa cultura geral e domínio pedagógico, sugerindo caminhos e estratégias para o desenvolvimento de competências. Quem educa precisa estar aberto para desenvolver constantemente suas potencialidades.

A formação continuada, para professores, é vital para o sucesso do processo educacional. Mesmo quando ele acha que já tem uma boa bagagem é necessário refletir sobre a prática, sobre o novo, desenvolvendo novas competências. Enquanto há vida, há aprendizagem, há desenvolvimento. E, para que isso ocorra, as escolas precisam ser lugares com clima favorável, mais ricos, centros de formação, cultura e conhecimento, locais vivos, de pesquisa, na relação com os outros, da reflexão em conjunto, onde o que acontece é permeado pela aprendizagem continuada de professores. Analisar a  prática, o que fazemos bem, o que não fazemos bem. Como o aluno aprende melhor? Por que ele não está desenvolvendo competências?

Essa pauta é urgente! A mudança do quadro atual passa também e fundamentalmente pela formação inicial e continuada de professores.

Concluo com a frase de Paulo Freire: “Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão”.

Comentários

  1. A pergunta é: por que a Escola deve ser orientada para o mercado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente pergunta.
      Não acredito que a escola deva ser orientada para o mercado de trabalho, mas acredito sim que a escola tem em suas mãos os meios, formas e estratégias para possibilitar o desenvolvimento de competências, tais como criatividade, resolução de problemas, comunicação, raciocínio lógico, pensamento crítico, saber conviver, dentre tantas outras citadas, que permitam às pessoas serem sujeitos de transformação social, protagonistas da sua própria história.
      O mercado, nesse recorte, representa o espaço em que a “falta” (a lacuna deixada pela escola) aparece, se apresenta. Por isso ilustramos a questão trazendo o estudo realizado que aponta a tal falta.
      A escola tem uma função bastante superior, que é a de orientar para o desenvolvimento das máximas capacidades humanas, porém observe, como alguém pode ter suas máximas capacidades humanas desenvolvidas se não consegue raciocinar, se não sabe se comunicar, se não tem categorias de análise de pensamento que o permitam exercitar o pensamento crítico?
      Não faço apologia ao princípio ingênuo de que a escola deve se limitar aos ditames do capital, preparando indivíduos para o mercado de trabalho, mas entendo e acredito que aquele que teve a possibilidade de se desenvolver plenamente tira de letra as competências requeridas pelo mercado.

      Excluir
  2. Obrigada por participar e deixar o seu comentário.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

A fotografia e o poder da imagem no mundo moderno

Da pintura como única forma de reproduzir o que os olhos presenciavam até as modernas maneiras de registrar a realidade, a fotografia descreveu uma trajetória cercada de muitas discussões a respeito do lugar que essa atividade deveria desempenhar no cotidiano das pessoas e no engrandecimento da cultura. O inventor francês Louis Daguerre foi o primeiro a criar algo que sugerisse a substituição dos artistas como forma de reproduzir visualmente a realidade. Em 1839 é anunciado o daguerreótipo, o primeiro ancestral das máquinas fotográficas. Na verdade muitos pesquisadores autônomos já haviam trabalhado e obtido alguns êxitos em desenvolver maneiras de reproduzir a imagem.
O mérito de Daguerre foi desenvolver uma máquina que dava início ao que iria se transformar numa das características que mais colaborariam para a popularização do ato de retratar: a possibilidade de cada pessoa poder utilizar sua própria câmera e produzir suas imagens, em substituição à habilidade individual de artistas …

Prestigiar o professor é o grande barato desta bienal

Conheça o trabalho de professores como você, participando das nossas tardes de autógrafo. Serão mais de 30 autores de diversos gêneros, como o colunista do blog da Appai e revisor da Revista Appai Educar, Sandro Gomes.

As três edições do Altos Papos já estão com inscrições abertas na página da Educação Continuada no Portal do Associado. Leia atentamente as condições de horário e transporte antes de confirmar sua presença.
Aproveite a visita e “seja capa” da Revista Appai Educar. Marque suas fotos com #SouAppai e apareça em nosso Facebook.
E ainda divirta-se em nosso espaço interativo e conheça um pouco mais sobre a appai.
PROGRAMAÇÃO COMPLETA


Setembro em ritmo de novidade!

Agora você pode conhecer os ritmos mais badalados do momento através das Oficinas de Dança! E melhor, não precisa estar matriculado para participar! É muito fácil!
Quem já está inscrito num espaço de dança é só conferir as datas e horários disponíveis no seu espaço. Para quem ainda não conhece, é o momento de experimentar, sem compromisso, a novidade do Benefício Dança, os diversos ritmos oferecidos, como: West Coasting Swing - Dança Cigana - Zumba - Charme.

A duração de cada oficina é de a 1 hora. Confira a programação abaixo:
------------------------------------- Ritmo: West Coasting Swing
Classic Festas
Estrada do Mendanha, 1531 Próximo ao Clube dos Aliados Campo Grande 04/09/17 20h Clube dos Oficiais da Marinha
Av. Passos, 122/2º andarCentro 11/09/17 19h Dançando com Arte
R. Gov. Portela, 1084 – Centro, Nova Iguaçu/RJNova Iguaçu 15/09/17 17h30 AC. Bio Fitness
Av. Cesário de Melo, 4799 salas 201 a 204Campo

3 verbos para a educação do século XXI

É fato, as gerações atuais pensam e vivem de forma bem diferente das pertencentes às décadas anteriores. A conexão digital traz respostas imediatas às dúvidas, os conteúdos são apresentados de forma qualitativa e diversificada, e, por isso mesmo, a dinâmica da educação se transforma e se renova. Esse novo contexto traz consigo a demanda por novas ações, e são os grandes especialistas em educação que apontam os pilares/tendências próprios para o século XXI. Para tornar o tema mais aplicável, vamos apresentar essas tendências por meio de três verbos:
CURAR CONECTAR PERSONALIZAR
CURAR O verbo “curar” (cuidar, zelar) carrega consigo algumas preciosas ideias que muito se afinam com o educar. Embora tenha se originado no contexto das artes, o conceito apresenta uma forte e intensa aplicação ao contexto pedagógico. O curador em educação é um guia competente, alguém que tem toda a condição de cuidar, mas não apenas isso. O curador da educação tem um olhar atento e crítico para as necessidades dos…

Rádio e TV Appai ganham programação especial para a Bienal Livro Rio

A TV Appai vai transmitir ao vivo os encontros “Altos Papos” direto de nosso estande na Bienal. Durante os dias de evento reportagens especiais também vão ser apresentadas.  E ainda, quem for ao nosso estande vai poder acompanhar uma mostra de nossos principais programas através de um telão de LED instalado de forma estratégica. São atrações como “Professor Curioso”, “Talentos A+” e vídeos de corridas.
Por sua vez, a Rádio Appai está com uma programação de serviço para ajudar quem for visitar a maior feira literária do país. Trazemos diariamente dicas de transporte de como chegar e sair dos Pavilhões do Riocentro. Também estamos com um espaço para serviço em que informamos os horários dos eventos e toda a agenda.
Juntas a Rádio e a TV Appai contam em suas programações a história da Bienal. Ao mesmo tempo em que é a maior e mais famosa do mundo, a Feira de Livros de Frankfurt, na Alemanha, também é a mais antiga. Ela começou a ser promovida logo após a imprensa ter sido inventada, não à …