Pular para o conteúdo principal

O segredo das aprendizagens duradouras



Na área da educação, é comum e já se tornou um jargão a denominação “processo ensino-aprendizagem”. Quem já não falou ou ouviu isso? Muito comum entre nós professores, psicopedagogos e pedagogos, a expressão se tornou tão corriqueira que por vezes não paramos para pensar em cada um dos termos de forma distinta, separada.

Hoje vamos fazer esse exercício, dissociar e diferenciar os termos “ensino” e “aprendizagem”, para então abordar o conceito ilustrativo de aprendizagem significativa, que é bem diferente da aprendizagem mecânica. A ideia é desenrolar… Vamos lá?

  1. A diferença entre “ensinar” e “aprender”

ENSINAR significa transmitir um conhecimento, é uma ação externa. Um pai ou mesmo um professor de educação física podem ensinar a uma criança o que é necessário para que ela consiga andar de bicicleta. Pode-se informar que é preciso equilíbrio, que deve olhar para a frente, controlar o freio e pedalar. Mas, para que haja aprendizagem, será fundamental que o aprendiz viva a experiência.

APRENDER traz o sentido do pegar, de “levar para junto de si”, e no caso da aprendizagem significa “levar para junto da memória”, um processo interno. Assim, o aprender modifica o comportamento da pessoa em função da experiência. Como exemplo disso, podemos imaginar a criança que foi ensinada a andar de bicicleta. Ela se apropriou do que foi ensinado, mas só aprendeu efetivamente quando passou pela experiência de conjugar, na prática, tudo aquilo que era necessário para que pudesse andar de bicicleta.
Portanto, é fundamental que AQUELE QUE ENSINA PARTA DA PERCEPÇÃO DAS NECESSIDADES DE QUEM APRENDE, estabelecendo prioridades ao ensinar. Que evite a aprendizagem mecânica e dê lugar àquela de alto valor qualitativo, a aprendizagem significativa.



  1. Aprendizagem significativa, definindo e exemplificando…

Como a palavra ensina, mas o exemplo arrasta, vamos a uma comparação para que você entenda como a aprendizagem significativa ocorre.

Imagine que você é o CONHECIMENTO NOVO que chega a uma casa, que nesse caso representa A SUA MEMÓRIA. Você entra na sala da casa e é recebido por uma pessoa conhecida (simbolizando os CONHECIMENTOS PRÉVIOS, que estão na sua estrutura cognitiva), que lhe mostra muitas outras pessoas que você também conhece, e vocês se integram completamente. Você se sente bem em casa e não tem vontade de ir embora. Pronto, ocorreu a APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA.

Então, um conhecimento novo entra pela sua memória de trabalho e encontra lá conhecimentos prévios, que são conhecimentos relacionados com aquele novo conhecimento. Há uma interação entre esses dois conhecimentos (os novos e os prévios) e, como houve essa interação, o novo conhecimento vai se ancorar na memória de longo prazo, permanecendo ali para todo o sempre, segundo os especialistas. Ocorreu a tão sonhada Aprendizagem Significativa.

O contrário também é verdadeiro, uma INFORMAÇÃO NOVA chega até a MEMÓRIA e lá NÃO ENCONTRA CONHECIMENTOS PRÉVIOS PARA SE LIGAR OU INTERAGIR. Logo, aquela NOVA INFORMAÇÃO É VARRIDA DA NOSSA MEMÓRIA e não é apreendida.

Fica claro então que, para que a aprendizagem significativa ocorra, é preciso saber COMO ATIVAR OS CONHECIMENTOS PRÉVIOS DE NOSSOS ALUNOS.

  1. O que podemos fazer para gerar as aprendizagens significativas?
    O método é o caminho que se escolhe para se alcançar um fim. Muitos professores usam o diálogo, as situações-problema (problematizar) para conduzir os alunos à reflexão. Eles estimulam as perguntas, as discussões, abrindo interações para que cada aluno participe com a sua opinião. Emitir opiniões ativa as experiências prévias (aquelas que já existem na memória do aluno), abrindo ao professor uma oportunidade de estabelecer “ganchos” para relacionar as informações, e assim fazer os conhecimentos interagirem de forma significativa.

E, para fechar a nossa conversa de hoje, e inspirá-lo a gerar aprendizagens significativas, apresento a pirâmide de aprendizagem de Willian Glasser, que foi um psiquiatra norte-americano, criador da Teoria da Escolha. A pirâmide formulada por ele apresenta como e quanto aprendemos (em percentuais), com foco de maior aprendizado para as metodologias ativas (de 70% ou mais), que são aquelas que colocam o aluno como agente principal do processo de aprendizagem.


Combinando atividades próprias das metodologias ativas com a escuta, o diálogo e a abertura para perguntas, o professor conseguirá orientar o aluno por rotas de muitas e significativas aprendizagens. Esse é o segredo!



Comentários

  1. Maravilhoso. Gostei muito. Já serviu para uma avaliação do meu trabalho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

A fotografia e o poder da imagem no mundo moderno

Da pintura como única forma de reproduzir o que os olhos presenciavam até as modernas maneiras de registrar a realidade, a fotografia descreveu uma trajetória cercada de muitas discussões a respeito do lugar que essa atividade deveria desempenhar no cotidiano das pessoas e no engrandecimento da cultura. O inventor francês Louis Daguerre foi o primeiro a criar algo que sugerisse a substituição dos artistas como forma de reproduzir visualmente a realidade. Em 1839 é anunciado o daguerreótipo, o primeiro ancestral das máquinas fotográficas. Na verdade muitos pesquisadores autônomos já haviam trabalhado e obtido alguns êxitos em desenvolver maneiras de reproduzir a imagem.
O mérito de Daguerre foi desenvolver uma máquina que dava início ao que iria se transformar numa das características que mais colaborariam para a popularização do ato de retratar: a possibilidade de cada pessoa poder utilizar sua própria câmera e produzir suas imagens, em substituição à habilidade individual de artistas …

Prestigiar o professor é o grande barato desta bienal

Conheça o trabalho de professores como você, participando das nossas tardes de autógrafo. Serão mais de 30 autores de diversos gêneros, como o colunista do blog da Appai e revisor da Revista Appai Educar, Sandro Gomes.

As três edições do Altos Papos já estão com inscrições abertas na página da Educação Continuada no Portal do Associado. Leia atentamente as condições de horário e transporte antes de confirmar sua presença.
Aproveite a visita e “seja capa” da Revista Appai Educar. Marque suas fotos com #SouAppai e apareça em nosso Facebook.
E ainda divirta-se em nosso espaço interativo e conheça um pouco mais sobre a appai.
PROGRAMAÇÃO COMPLETA


Para além do “terra à vista”

A “certidão de nascimento do Brasil”. É como um certo senso comum habituou-se a classificar a carta escrita pelo escrivão da expedição comandada por Pedro Álvares Cabral, que contém os primeiros e mais significativos relatos sobre a terra e seus moradores. A fama e a importância historiográfica que acabou sendo atribuída a esse documento acabariam por ocultar o fato de que uma série de outros registros igualmente importantes e informativos foi produzida nos anos próximos a 1500, data em que se deu o “achamento” das terras. Alguns desses textos revelam pontos relevantes, que têm ajudado a compor o quadro tanto quanto possível real do singular encontro entre contextos tão diferentes.
Há inclusive registro de um documento anterior à própria partida das naus cabralinas, um relatório redigido por Vasco da Gama, que deixa clara uma anterior experiência do pioneiro navegante pelas águas que seriam singradas pelas frotas de Cabral. Um detalhe importante vem à tona nesse escrito. Em meio a inst…

Setembro em ritmo de novidade!

Agora você pode conhecer os ritmos mais badalados do momento através das Oficinas de Dança! E melhor, não precisa estar matriculado para participar! É muito fácil!
Quem já está inscrito num espaço de dança é só conferir as datas e horários disponíveis no seu espaço. Para quem ainda não conhece, é o momento de experimentar, sem compromisso, a novidade do Benefício Dança, os diversos ritmos oferecidos, como: West Coasting Swing - Dança Cigana - Zumba - Charme.

A duração de cada oficina é de a 1 hora. Confira a programação abaixo:
------------------------------------- Ritmo: West Coasting Swing
Classic Festas
Estrada do Mendanha, 1531 Próximo ao Clube dos Aliados Campo Grande 04/09/17 20h Clube dos Oficiais da Marinha
Av. Passos, 122/2º andarCentro 11/09/17 19h Dançando com Arte
R. Gov. Portela, 1084 – Centro, Nova Iguaçu/RJNova Iguaçu 15/09/17 17h30 AC. Bio Fitness
Av. Cesário de Melo, 4799 salas 201 a 204Campo

3 verbos para a educação do século XXI

É fato, as gerações atuais pensam e vivem de forma bem diferente das pertencentes às décadas anteriores. A conexão digital traz respostas imediatas às dúvidas, os conteúdos são apresentados de forma qualitativa e diversificada, e, por isso mesmo, a dinâmica da educação se transforma e se renova. Esse novo contexto traz consigo a demanda por novas ações, e são os grandes especialistas em educação que apontam os pilares/tendências próprios para o século XXI. Para tornar o tema mais aplicável, vamos apresentar essas tendências por meio de três verbos:
CURAR CONECTAR PERSONALIZAR
CURAR O verbo “curar” (cuidar, zelar) carrega consigo algumas preciosas ideias que muito se afinam com o educar. Embora tenha se originado no contexto das artes, o conceito apresenta uma forte e intensa aplicação ao contexto pedagógico. O curador em educação é um guia competente, alguém que tem toda a condição de cuidar, mas não apenas isso. O curador da educação tem um olhar atento e crítico para as necessidades dos…